gostava agora de ser o céu,
o céu que vais ver hoje,
pela primeira vez,
de manhã.

e que olhasses para mim
e eu para ti.
para te tocar e percorrer a tua pele de cereja
e apagar a tua ausência.

a ausência da areia junto ao mar.


dustin o'halloran - the day is fading (fonte: youtube.com)

0 comentários: