és a paisagem onde me estendo
vou-te desenhando noite após noite
de lugar em lugar

passo a passo vou caminhando
por aqui
à procura da terra

à procura do nosso lugar


stalker - you are my everything (fonte: youtube.com)
aguardo pelo teu recado.

até lá, ficarei à espera,
deitado

entre um sono lento
e um murmúrio de norte.


lanterna - messina (fonte: youtube.com)
não vou escrever. vou pensar. distanciar-me das mãos e dos dedos. de mim e de ti. até já.


blueneck - pneumothorax (fonte: youtube.com)
lembro,
ficámos no silêncio errante de um beijo que apagou a noite
e talvez quiséssemos que ela ali acabasse. no teu corpo,
a última morada.


phosphor - numb (fonte: youtube.com)
o tabaco pousa lentamente na mobília da sala
sombras desenhadas no chão erguem-se pelas paredes

ponteiros de luz definham na noite
e as mãos tocam o silêncio, encostado à janela

o corpo,
aguarda o sono

desço ao mar

 os barcos partem para outra cidade
escondida ao horizonte

o tempo pára,
e espio-te o olhar.

soltas o silêncio de uma paisagem que nunca adormece
abres as mãos e soltas os dedos,

 encosto-as ao peito e sussurro:
vem comigo
   partiremos na primeira lasca de areia
que o vento levar



david bowie - moss garden (fonte: youtube.com)
passei por cá,
por este lugar lugar comum.

sabes? a romãnzeira  a tília  a magnólia  e o chorão
  continuam a crescer
estão calmas, pousadas sobre a terra.

o pôr do sol avança sobre os movimentos incessantes da cidade,
a lua aproxima-se, lentamente, para este hemisfério

 fumo um cigarro e pouso a caneta sobre a mesa
e o meu olhar estaciona ao horizonte.

digo-te:
passei por cá,
por este lugar comum.

o cigarro fica a arder.

e os círculos de luz do dia que resta
vão-se desenhando no chão,
aqui e ali.

guardo a caneta, apago o cigarro e fecho o bloco de notas

passei por cá,
e não te encontrei.


peter broderick - missing people (fonte: youtube.com)
o teu corpo apaga-se em silêncio. percorri-te em ilhas de palavras e não descobri o caminho para encontrar o teu estremecimento.


hammock - the air between us (fonte: youtube.com)
a noite vem lentamente entre os dedos
sussurros amansados
 brotam sobre as pálpebras que se vão abrindo
ao vento

passo as mãos sobre o teu rosto
 e dizes como os fantasmas te assaltam
depois foges
 por esses campos onde travas batalhas demoradas

e para lá da quietude do silêncio
 espalhas nas linhas da pele
  um último suspiro
antes de adormeceres


mono - pure as snow (fonte: youtube.com)
procuro a forma do silêncio,
entre a noite
e o corpo

o corpo que se estende numa cama
uma cama de mar frio

invades-me
noite dentro
pelos contornos do quarto
e pelas paredes que se erguem
na arquitectura de sal

invades-me
na cama de mar
carregada de salsugem

deitas-te comigo
e dizes baixinho:
nenhuma dor,
nenhuma alegria,
te deixará só.


mogwai - take me to somewhere nice (fonte: youtube.com)
há dias em que rasgo pedaços de mim e os colo em ti. tu fazes-me o mesmo. e vamos escrevendo no corpo um do outro este sonho que se deita entre nós. não me acordes, por favor. deixa ficar por aqui tudo o que dissemos um ao outro. fica comigo. deixa que, lentamente, as minhas mãos e as tuas se toquem. deixa que o tempo nos traga a força de nos abraçar.



the last days - make the change (fonte: youtube.com)
esta música está a passar. e pela minha cabeça passa a possibilidade de podermos estar os dois juntos. sozinhos. a ouvir esta música. procuro adivinhar o que poderemos sentir, fazer, ler nos olhos um do outro. no corpo um do outro. tenho momentos, como este, em que quero tanto, tanto vencer a distância que nos separa. tomara ela ser tão pequena como a outra distância, a distância que nos é imaterial e que a controlamos apenas com a nossa vontade.

preciso do teu olhar de mar. preciso de ti. do teu corpo, da tua pele, do teu calor. preciso do teu marulhar, da tua salsugem. da tua pele coberta de sal. coberta pelo sal da minha transpiração. preciso de ti neste instante de silêncio. preciso de ti, agora, quando o meu sangue chama pelo teu. quero desenhar um beijo no teu corpo. quero passar os meus dedos pelos teus. lentamente. como se não houvesse tempo. com a minha vontade bater-se contra a tua. ora pujante, ora suave. noite dentro. horas a fio. quero o sabor da pele. quero o sabor da tua saliva. quero sentir o centro do teu corpo, a gravidade da tua alma. e, nesse momento, fundir-me em ti, através dos teus poros, do teu olhar, da tua boca e do teu sexo.

agora acordei. 

foi a tua voz, no interior do meu corpo, que me deixou estremunhado. até já.


windy & carl - remember (fonte: youtube.com)