acordo com o rumor da tua presença
que se vai desenhando na pele
com a luz da manhã.

devagar,
aprendo a olhar-te com os meus poros.

devagar,
sou eu.

0 comentários: