quando chegas,
o horizonte do teu beijo fica pousado na boca

e estou aqui,
na orla de luz
que o teu olhar desenha nas minhas mãos



m83 - coloring the void (fonte: youtube.com)

2 comentários:

Ema Inácio disse...

À beira-mar dos teus lábios respiro o ar claro e oblíquo da vertigem das aves que trazem da tua língua o voo
com que fazes nascer o sol todos os dias na palma da minha mão.

Sérgio Godinho disse...

E num voo rasteiro a minha mão pousa na tua. Com a água do mar que me levas à boca.
:)